Homem que foi morto em Areial tinha um relacionamento com quatro mulheres



O homem que foi assassinado e teve o órgão genital cortado por uma mulher em Areial, no Agreste paraibano, na madrugada desta sexta-feira (16) tinha quatro mulheres. 

Luiz de Almeida, era casado e residia no Sítio Lagoinha das Pedras, em Esperança, mas mantinha outro relacionamento com a acusada Marivânia Gabriel dos Santos, de 38 anos. 

Ela cometeu o crime após descobrir um caso de Luiz com a vizinha, e segundo informações obtidas pela polícia, uma quarta mulher, também de Areial, estava grávida dele.

Após matar o Luiz a facadas e cortar o pênis dele, Marivânia ainda teria jogado ácido muriático em cima. Depois, a suspeita teria colocado o órgão genital da vítima dentro de um copo e levado até a casa da outra mulher com quem o homem estaria envolvido.

Antes de cometer o crime, a suspeita também escreveu uma carta e entregou para o filho mais velho, de 18 anos, pedindo que deixasse os dois irmãos dele com parentes da família. A polícia trabalha com a hipótese de crime premeditado.

Redação Paraíba Debate com informações do Blog do Márcio Rangel

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA