FAMUP repudia fala do presidente e se solidariza com governadores da PB e do MA



A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) se solidariza com os governadores da Paraíba, João Azevêdo (PSB), e do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), pelas declarações agressivas feitas nesta sexta-feira (19) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

Para Famup, é lamentável que um chefe de Estado, eleito para comandar o País, tenha posição radical apenas por uma discordância política-partidária.

 
“As relações institucionais não podem ser afetadas apenas por conta de diferenças partidárias ou de opinião.  O presidente da República é responsável em unir o País e não separá-lo, podendo prejudicar estados e a sua população.Nós lamentamos essa postura e esperamos que a fala do presidente não se reflita em ações concretas que possam causar algum prejuízo à Paraíba e ao seu povo. A Famup estará atenta a qualquer ato que possa, de alguma forma, prejudicar os interesses dos paraibanos”, disse George, presidente da Famup.

 
O presidente, Jair Bolsonaro, foi flagrado atacando o governador, João Azevedo momentos antes de um café da manhã com jornalistas, no Palácio do Planalto, em Brasília.

Sem perceber que o microfone estava ligado, o presidente cochicha para o ministro Onyx Lorenzoni contra o governador, sinalizando até o bloqueio de ações em prol da Paraíba.

“O governador de Paraíba é pior que esse do Maranhão. Não tem que ter nada para esse cara”, disse.
  

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA