Santa Luzia terá um polo de Cinema promovido pela UFPB em parceria com o Café Cultura e prefeitura

O Café Cultura, UFPB e Prefeitura de Santa Luzia realizarão projeto de extensão voltado a produção de cinema


A cidade de Santa Luzia, que foi o berço do cinema brasileiro através do filme Aruanda, dará mais um importante passo para se tornar um novo polo de cinema na Paraíba. A ONG Café Cultura fez uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba, com apoio da Prefeitura de Santa Luzia, para a realização de um projeto de extensão voltado a produção de cinema.


O projeto consiste na realização de seis oficinas, ao longo de um ano, que farão uma introdução à linguagem do cinema e às técnicas de produção de vídeo. As oficinas serão ministradas por professores da UFPB e acontecerão na Sede do Café Cultura no bairro Nossa Senhora de Fátima. Os alunos aprenderão noções gerais de elaboração de roteiro, produção, gravação, edição e exibição de vídeos. Segundo os organizadores, as regras e a forma de inscrição serão divulgadas nos próximos quinze dias. Serão abertas 50 vagas para os interessados em participarem do curso.


CRIAÇÃO DO PRÊMIO QUIPAUÁ DE CINEMA

Ao final dos seis módulos a equipe organizadora lançará um concurso de vídeos que premiará as melhores produções de cinema feitas pela população local. A entrega da premiação será durante o primeiro Festival de Cinema do Seridó com data a ser marcada.  


PROJETO VIAÇÃO/UFPB

A cidade de Santa Luzia também receberá o ônibus do Projeto Viação promovido pelo Departamento de Cinema da UFPB que passará uma semana na cidade realizando atividades de popularização do cinema.


SANTA LUZIA SERÁ UM POLO DE CINEMA

De acordo com os dirigentes do Café Cultura, a meta destas ações é destacar a importância que Santa Luzia teve para o cinema brasileiro e, ao mesmo tempo, explorar o potencial da cidade para a produção de cinema de maneira que a Santa Luzia possa se tornar um polo de cinema tendo em vista a riqueza das suas paisagens naturais, como o Talhado, a Serra de Santa Luzia e o Pico do Yayu

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA