Corpos dos pilotos que morreram no acidente de avião são velados em Alagoas

Os corpos do piloto e do copiloto da aeronave que transportava o cantor Gabriel Diniz e caiu em Estância, em Sergipe, começaram a ser velados na manhã desta terça-feira (28), em Alagoas. O velório do piloto Gabriel Abraão Farias aconteceu em uma igreja em Maceió e o do copiloto Linaldo Xavier Rodrigues foi em Água Branca, no Sertão alagoano. Os dois faziam parte da diretoria do Aeroclube de Alagoas.

O velório de Gabriel Diniz, que tinha 28 anos e ganhou fama nacional com o hit "Jenifer", começou nesta manhã em João Pessoa, onde o cantor morava.

A previsão é de que o corpo de Abraão seja enterrado depois das 16h, no Campo Santo Parque das Flores, no bairro do Benedito Bentes. O corpo de Linaldo vai ser sepultado às 15h, na cidade de Água Branca.

Gabriel Diniz havia feito um show no último domingo (26) em Feira de Santana, na Bahia. O acidente ocorreu quando ele saiu com os outros dois pilotos de Salvador em direção a Maceió para comemorar o aniversário da namorada, Karoline Calheiros.

Em nota, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), informou que o avião que caiu, o monomotor de matrícula PT-KLO, estava em situação regular: com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até fevereiro de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até março de 2020.

Porém, de acordo com a agência, a aeronave só poderia fazer voos de treinamento ou de instrução. A ANAC abriu investigação para apurar se a aeronave fazia táxi aéreo irregular, suspendeu as operações e interditou nove aeronaves do Aeroclube de Alagoas.

Segundo o aeroclube, os pilotos davam uma carona para o músico até Maceió na aeronave, que pertencia à entidade.

O pai do piloto Abraão, contudo, nega a versão da carona. Erivaldo Farias disse em entrevista à TV Gazeta nesta manhã que Gabriel Diniz contratou o serviço para voos de ida e volta entre Alagoas e Bahia, e pagaria por ele ao final da viagem.


G1

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA