Secretária de Saúde do Estado realiza reunião em Patos e tranquiliza funcionários, servidores e fornecedores

A secretária de Estado da Saúde, Claudia Veras, se reuniu nesta terça-feira (16) na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, para dar esclarecimentos sobre a situação atual da unidade e tranquilizar servidores da unidade.

A secretária ainda passou pelo pelo Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro com o mesmo objetivo. O secretário executivo de Gestão de Rede e Unidades de Saúde, Geraldo Medeiros, fez visita ao Hospital de Taperoá com o mesmo objetivo.



Durante a reunião com representantes de todas as categorias profissionais da unidade hospitalar, foi feito um histórico dos fatos que resultaram na situação de inviabilidade econômica que o Instituto Gerir, OS que administra as três unidades de saúde estadual, contraiu em razão de contratos de gestão, em outras unidades da federação.



Na ocasião, Claudia Veras fez um histórico da atuação do Governo do Estado no sentido de viabilizar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), visando instrumentalizar formalmente o Estado para cumprir diretamente as obrigações financeiras de responsabilidade do Gerir nas unidades hospitalares de Patos.Oportunamente, ela detalhou os variados e múltiplos problemas e entraves legais e administrativos encontrados para a rápida solução pleiteada pelos profissionais, no sentido de regularizar o pagamento de salários, destacando os esforços da administração pública, para de maneira plenamente legal, resolver todas as pendências, inclusive, da reposição emergencial de insumos e medicamentos das unidades em questão.Neste contexto, os pagamentos do mês de Março estão sendo efetuados em cumprimento do referido termo e se realizarão até amanhã (18).



Em relação aos salários do mês de fevereiro, tanto da Maternidade, quanto do Complexo, foi informado que se encontram, temporariamente, bloqueados nas cotas do Gerir, em razão de decisão judicial proferida nos autos de ação de execução ajuizada pelo SIMED e pelo MPT, pendente de julgamento de recurso.



Quanto aos pagamentos dos fornecedores, estes já foram retomados e a situação de abastecimento da Maternidade, cuja situação estava mais crítica, deve ser completamente abastecida até essa quinta-feira.Foi destacado ainda que em caráter excepcional e transitório, continuam em execução os contratos outrora firmados com o Instituto Gerir, sejam com profissionais ou fornecedores, cujos pagamentos serão realizados nos termos acordados no Termo de Ajustamento de Conduta.



No final da reunião, a secretária de Estado da Saúde Claudia Veras, reafirmou o compromisso do Governo do Estado com a solução da situação e o o empenho de todos os envolvidos para a solução mais célere possível e agradeceu o compromisso dos profissionais das unidades que, mesmo diante de uma situação atípica, mantiveram os serviços prestados à população.

ASCOM


0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA