PRF apreende 35 motocicletas entre as cidades de Santa Luzia e regional de Patos e Pombal



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) aprendeu durante a Operação Duas Rodas, realizada no Sertão do Estado na última sexta-feira (26) e sábado (27), 35 motocicletas com alguma irregularidade, sendo uma com ocorrência de roubo e outra clonada. A Operação foi realizada nas rodovias BR 230 e BR 361, nos municípios de Patos, Santa Terezinha, Catingueira, Santa Luzia, Malta, São Bentinho e Pombal.

A fiscalização intensificada às motocicletas e ciclomotores faz parte das ações da PRF que visam reduzir o número de acidentes graves, bem como de combate à criminalidade, já que o número de ocorrências criminais nos quais os envolvidos utilizam motocicletas para a prática de crimes também é significativo.

O número de acidentes envolvendo motocicletas nas rodovias federais da Paraíba também tem preocupado a PRF. Apenas no primeiro trimestre deste ano foram registrados 190 acidentes envolvendo motocicletas, com 85 pessoas feridas com gravidade e 23 mortes no local do acidente.

Nos três primeiros meses deste ano foram registrados 389 acidentes de trânsito nas rodovias federais da Paraíba. Deste total, 48,84% envolveram motocicletas. O número de vítimas fatais em acidentes de trânsito nas rodovias federais do Estado no mesmo período foi 35 pessoas, sendo que 23 eram motociclistas ou passageiros de motos, o que representa 65,71% dos casos.

Durante a Operação Duas Rodas foram fiscalizados 158 veículos, sendo flagradas 207 infrações de trânsito diversas, 3 pessoas foram detidas, 2 motos recuperadas, 38 veículos apreendidos sendo 35 deles motocicletas.

A Operação será realizada em vários pontos do Estado com o objetivo de intensificar a fiscalização nas rodovias federais da Paraíba. Apesar da fiscalização, é fundamental uma mudança de atitude do motociclista, respeitando as normas de circulação, tais como ultrapassagens seguras, velocidade compatível, uso de equipamentos de segurança e possuir habilitação para condução de motocicletas.


Ascom/ patosverdade

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA