Governo vai criar site para vender celulares apreendidos pela polícia

 

No Brasil, existem 77,2 mil bens apreendidos de traficantes armazenados em pátios e depósitos da polícia. Acontece que, devido ao elevado número de bens apreendidos, alguns estados estão sem espaço para armazenamento e estão sendo obrigados a alugar novos locais para manter tais bens. Porém, essa situação pode estar prestes a mudar.

De acordo com o site G1, a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça e Segurança Pública está prestes a lançar um site para acelerar a venda dos bens apreendidos de traficantes. No momento, a Senad afirma que, dos 77,2 mil bens apreendidos, 29,4 mil estão em condições legais para serem vendidos. Destes, 9.970 são veículos, 459 são imóveis, 25 são aeronaves e 18.975 são bens diversos (principalmente celulares).

De acordo com o secretário Luiz Roberto Beggiora, o site permitirá catalogar todos os itens, com especificações de tipo e valor, para disponibilizar a alienação aos interessados em todo o país. A venda será feita por meio de leilões virtuais.

Vale salientar que a secretaria só assume a gestão dos bens depois que as sentenças judiciais condenatórias transitam em julgado, isto é, quando não há mais possibilidade de recurso.

Entrei em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça e Segurança Pública para saber mais informações sobre as marcas e tipos de celulares que estarão disponíveis para a compra no novo site e, assim que receber uma resposta, atualizarei este artigo.

E aí, você compraria aparelhos celulares apreendidos no site da Senad?

Fonte: G1

1 comentários:

    COMENTÁRIOS AGORA