Noite de chuvas e ventos fortes assusta moradores em Patos PB

 
O doutor em meteorologia Mário de Miranda Leitão participou do programa Espinharas Notícias, na rádio Espinharas, na tarde desta terça-feira (29), onde comentou sobre a forte ventania ocorrida em Patos e regiões do Nordeste.
Associada a uma mudança repentina da pressão atmosférica, onde a pressão é mais alta, o ar é deslocado para localidades de temperatura mais baixa. Um fenômeno incomum registrado somente em algumas partes do país, principalmente no Nordeste.
“Eu imaginava que havia sido apenas na Paraíba, mas essa ventania chegou em Petrolina (PE). Em toda a minha vida, mais de 40 anos de meteorologista eu nunca tinha visto uma abrangência tão grande como essa”, disse Dr. Mário de Miranda Leitão.

De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), o fenômeno pode está ligado a um sistema vindo do oceano. Os ventos além de assustar a população, causou estragos em prédios e residências da cidade.
"Houve falta de energia em algumas localidades, quedas de árvores e danos à estrutura em galpões da Ceasa, mas sem vítimas. Dissemos às pessoas para deixarem o local, por conta do risco de desabamento e emitimos um laudo para que o encarregado da Ceasa tome, imediatamente, as providências de conserto e recuperação", contou Jakiano Almeida coordenador da Defesa Civil de Patos.
A ventania causou graves problemas em outras cidades também, em Campina Grande os ventos vieram acompanhados de muita chuva, segundo a Defesa Civil da cidade, houve quedas de árvores e desabamento de tetos de residências.
Além disso, a estrutura de um posto de gasolina foi danificada e parte do teto das arquibancadas do estádio do Campinense, o Renatão, desabou.

Patos Online 

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA