Defesa de Myriam Gadelha pede prisão preventiva do prefeito Tayrone


A defesa da advogada Myriam Gadelha, agredida pelo prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB), ingressou na Justiça com um pedido de prisão preventiva do gestor. A notícia crime já está nas mãos do desembargador Carlos Beltrão, que deve proferir decisão a qualquer momento.

O advogado responsável pelo pedido foi Gustavo Botto, que compõe a banca do escritório Mouzalas, Borba & Azevedo, onde Myriam também atua.

Entenda o caso

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, foi denunciado por agressão contra a namorada, a advogada Myriam Gadelha. O desembargador Ricardo Vital de Almeida acatou um pedido, feito pela própria Myriam, de medida protetiva de urgência contra ele. Essa é a segunda vez que o prefeito pratica violência contra mulher. Em 2016, sua ex-companheira, Ângela Márcia Freitas da Cruz, o denunciou por violência doméstica, e também existe uma medida protetiva em favor da médica.

De acordo com relatos da advogada, Tyrone teria ficado com ciúmes após Myriam ter bebido demais e conversado com muitas pessoas durante uma festa que o casal esteve no último dia 6. A advogada conta que foi agredida no dia 17 de novembro quando o casal estava em viagem a São Paulo. Por ciúmes, Fábio teria lhe empurrado e tentado lhe agredir na região do pescoço.

A situação de violência piorou, contudo, segundo ela, no último dia 6 de dezembro, quando ambos foram a uma festa. Fábio reclamou, no trajeto da volta do evento, que a namorada teria bebido demais e conversado com muitas pessoas. Ao chegar na casa de Myriam, a discussão havia piorado e ela conta que o prefeito lhe agrediu verbalmente, desferiu tapas em seu rosto, além de tê-la empurrado ao chão e passado a dar chutes na vítima.

Blog do Gordinho

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA