Deputado demonstra preocupação com a saída dos mèdicos Cubanos do Estado

Júnior Araújo manifesta preocupação com a saída de cubanos do Programa Mais Médicos
Junior Araújo (Avante)

O deputado estadual eleito, Júnior Araújo (Avante), manifestou preocupação, nesta sexta-feira (16), sobre a decisão do futuro governo de Jair Bolsonaro de não renovar o Programa Mais Médicos, sob ameaça de perder os profissionais cubanos.
Para ele, o fim dessa parceria significará “um enorme prejuízo” principalmente na assistência à população mais pobre do País e em especial na região sertaneja da Paraíba.
Quando vice-prefeito de Cajazeiras nos anos de 2013 á 2016, Júnior Araújo destacou que a chegada dos médicos cubanos no município foi essencial para que as unidades básicas pudessem funcionar plenamente como determina o Ministério da Saúde.

Para ele, a dedicação dos profissionais solucionou os problemas de muitas pessoas, a exemplo do distrito de Boqueirão de Piranhas, o maior do município. Conforme ele, o médico passou a morar naquela comunidade e as coisas avançaram significamente.   
“Vejo com muita preocupação a repentina saída dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos, que vem tendo um importante papel de assistência, sobretudo à população mais pobre do Brasil e do nosso Estado. Isso deverá causar um enorme prejuízo, principalmente em alguns municípios onde os médicos cubanos desempenham importante papel nas unidades básicas de saúde,” disse.
Resenha Politika

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA