Homem que atirou em policiais rodoviários federais é morto em confronto


Homem que atirou em policiais morre após novo confronto com a PRF
O acusado de roubar e matar um sargento da Polícia Militar em Campina Grande, José Santos de Aquino, que estava sendo procurado pela justiça, morreu, na manhã desta quinta-feira (25), após entrar em um novo confronto com policiais rodoviários federais.

Ontem ele havia baleado três PRF's durante uma abordagem e havia fugido para um matagal, próximo ao posto da PRF em Mamanguape. Desde então a polícia estava no encalço dele.  Nesta manhã, após um novo confronto, ele acabou sendo atingido e morto.

Aquino era suspeito de participar da morte de um Sargento da Polícia Militar Francisco de Assis Pereira Marinho, de 51 anos, em Junho desse ano.

Os policiais rodoviários receberam a informação da Polícia Civil, que monitorava o suspeito, de que ele estaria em um veículo branco e passaria pelo local. Ao tentarem realizar a abordagem, um dos ocupantes do veículo abriu fogo e deixou os três policiais rodoviários feridos. Ele seria o segundo suspeito do assassinato do Sargento identificado pela polícia. "Uma ação realizada agora pela manhã, com objetivo de capturar o suspeito de atirar nos PRF's de Mamanguape, terminou em confronto e o suspeito acaba de falecer, nas proximidades de Mamanguape", informou o policial rodoviário federal, Francenildo, responsável pela assessoria de comunicação do órgão.


Redação PB Agora

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA