Haddad agradece aos mais de 45 milhões de votos e pede coragem para manter instituições


O candidato derrotado na eleição presidencial neste domingo (28), Fernando Haddad (PT) fez um pronunciamento de cerca de dez minutos ao lado de aliados, defendeu a importância de proteger as instituições e pediu coragem aos militantes do partido. Haddad não mencionou o adversário, Jair Bolsonaro (PSL), eleito com 55% dos votos válidos, durante seu pronunciamento.

Durante o discurso, Haddad reforçou que fará parte da oposição ao governo eleito neste domingo e destacou a importância do exercício da cidadania. “Daqui a quatro anos teremos uma nova eleição e temos que garantir as instituições. Não vamos sair de nossas profissões, mas não vamos deixar de exercer a cidadania”, disse o candidato petista. “Talvez o Brasil nunca tenha precisado mais do exercício da cidadania do que agora. Eu coloco a minha vida à disposição desse país”, completou o ex-prefeito de São Paulo.

No seu discurso, o candidato do PT reconheceu a necessidade de o partido se reconectar com as bases. O candidato disse que o que está em jogo a partir de agora no país são direitos políticos, civis, sociais e trabalhistas. “Temos uma tarefa enorme no país que é, em nome a da democracia, defender o pensamento e as liberdades desses 45 milhões de brasileiros quer nos acompanharam até aqui”, disse Haddad.


Gazeta do povo

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA