Polícia captura grupo de dez pessoas acusados de explodir a entrada do PB1

 
Um grupo de dez pessoas, suspeitas de terem participado da explosão do Presídio de Segurança Máxima da Paraíba Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1, na madrugada desta segunda-feira (10), foi preso, na tarde de hoje, dentro de um flat, na orla de Manaíra, em João Pessoa, Estado da Paraíba.

O Coronel Euller Chaves informou que eram cinco casais, sendo cinco mulheres e cinco homens. Com eles a polícia apreendeu fuzis utilizados no ataque, duas pistolas e um revólver, além de outras armas que também teriam sido utilizadas na ação.

A quadrilha, segundo a polícia, é de Campina Grande. O grupo faz parte do bando responsável por realizar o resgate dos detentos.
Mais detalhes sobre as novas prisões serão apresentados às 17h, na Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Mangabeira), que vai atualizar o número de presos recapturados.


Paraiba Agora 

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA