Radialista Fabiano Gomes é preso pela a Polícia Federal

 
O radialista e empresário Fabiano Gomes foi preso, nesta quarta-feira (22), na nova etapa da Operação Xeque-Mate, que investiga fraudes e desvios de dinheiro público na Prefeitura de Cabedelo. Ele foi conduzido para a sede da Polícia Federal no início da manhã, por força de mandado de prisão preventiva.

Uma equipe da TV Correio está no local e tentou gravar entrevista com o advogado de defesa de Fabiano, Rembrandt Asfora, mas ele preferiu não se pronunciar neste momento. 
Deflagrada em abril deste ano, a Operação Xeque-Mate foi motivada, segundo a Polícia Federal, por uma denúncia de que o prefeito Leto Viana teria forçado vereadores a assinarem cartas-renúncia. 

Caso algum deles votassem contra as intenções da gestão, o documento seria protocolado. Por se arriscarem a assinar as cartas, os vereadores recebiam dinheiro e outros benefícios.
Entre as decisões da Câmara alinhadas à vontade do prefeito, estaria o veto à construção de um shopping center na cidade. As investigações apontaram que esse esquema teve a participação de Fabiano Gomes. Conforme divulgado pela PF, o radialista teria sido uma das pessoas responsáveis por repassar quantias financeiras.

Além dessas “trocas de favores”, a Operação Xeque-Mate apura que ao menos R$ 30 milhões teriam sido desviados dos cofres públicos de Cabedelo, a partir do loteamento de cargos fantasmas, doações de terrenos com avaliações fraudadas e utilização de laranjas para ocultação patrimonial.

 Portal Correio 

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA