Concurso da Polícia Federal é prorrogado

 
Foram prorrogadas as inscrições do concurso público da Polícia Federal, que oferta 500 oportunidades para os cargos de Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal.
De acordo com a organizadora do concurso, o prazo para as inscrições encerra no dia 7 de julho.
Outro prazo alterado pelo edital de retificação é aquele para o pagamento da taxa de inscrição, que, agora, vai até 26 de julho. Para Delegado e Perito, a taxa é de R$ 250,00, e para Agente, Escrivão ou Papiloscopista, R$ 180,00. Não houve alteração na data da realização das provas.
DELEGADO E PERITO – Os cargos têm remuneração de R$ 22.672,48 para 40 horas semanais de trabalho, em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. Para Delegado, os candidatos devem ter diploma de bacharel em Direito e comprovar ter três anos de atividade jurídica ou policial. Já os Peritos devem apresentar diploma de graduação nos cursos especificados pelo edital, que incluem Ciências Contábeis, Engenharia Elétrica, Ciências da Computação, Geologia, Química, Medicina, Farmácia, entre outros.

AGENTE, ESCRIVÃO E PAPILOSCOPISTA – Os candidatos a esses cargos devem possuir diploma de curso superior em nível de graduação. A remuneração para os três postos é de R$ 11.983,26, também com 40 horas semanais de trabalho em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. Serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira.

CRONOGRAMA – O certame terá oito fases antes da matrícula no Curso de Formação Profissional. A primeira, de provas objetivas e de prova discursiva, está prevista para ser aplicada em 19 de agosto, para todos os inscritos. Em seguida, os candidatos passarão por fases de exame de aptidão física, avaliação médica e avaliação psicológica. A prova oral será aplicada somente para candidatos ao cargo de Delegado. A prova prática de digitação é etapa exclusiva para concorrentes ao cargo de Escrivão e a avaliação de títulos será feita somente com os candidatos à Delegado e Perito.
As fases da primeira etapa do concurso – com exceção da prova oral –, o procedimento de heteroidentificação dos candidatos negros e a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência serão realizadas em todas as capitais e no Distrito Federal (DF). A prova oral para Delegado ocorre somente em Brasília (DF).
O Curso de Formação Profissional será realizado no DF, porém atividades poderão ser desenvolvidas, à critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA