Policiais da ROTAM prende dupla de mulheres acusadas de furtar celulares no São João de Patos


Guarnições do ROTAM, do 3º BPM, composta pelo Sargento Elder, Cabo Ozivaldo e o Soldado Bruno, e Delegacia de Roubos e Furtos prenderam, por volta das 3h40, da madrugada desta quarta-feira (20), Hellen Cristina Carvalho Pereira da Silva, 27 anos, e Nayara Yohana Maciel da Silva, 22 anos, acusadas de furtar celulares na primeira noite do São João no Terreiro do Forró, em Patos, no Sertão da Paraíba.

As acusadas foram presas em uma pousada, localizada na Rua Pedro Firmino, no Bairro Brasília, com 02 óculos de sol, 02 relógios de marca Condor, 01 bolsa de couro, 01 sacola com varias pulseiras de camarote, o valor de R$ 907.60, 01 HT de marca JACK e 15 celulares de marcas variadas sendo eles: 05 SANSUNG, 03 IPHONE, 02 LG, 04 MotoG da Motorola e 01 LENOVO.

As guarnições da ROTAM foram solicitadas por uma das vítimas, a advogada Ellida Karituana Leite de Sousa, que informou que seu celular havia sido furtado e que através de um aplicativo de rastreamento, tinha localizado no Posto de Combustível Beira Rio.

"O meu celular foi furtado do meu bolso dentro área vip e utilizando uma ferramenta de rastreamento eu localizei o aparelho, pedi ajuda a uns amigos da polícia civil que pediram um apoio a Rotam e abordaram as mulheres suspeitas, porque eu sabia que tinham sido mulheres saíndo de uma pousada aqui em Patos. Então, eu utilizei uma ferramenta que dispara um alarme no meu aparelho e ao disparar o alarme eles ouviram no interior de um veículo (um táxi) e ao abordarem o veículo encontraram essa quantidade de celulares na bolsa de uma delas", contou a advogada Ellida.

O delegado Demétrius Patrício, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), informou que, além de Hellen Cristina Carvalho Pereira da Silva e Nayara Yohana Maciel da Silva, que vinheram do Recife (PE), a polícia procura mais três envolvidas. "Não só essas duas pessoas estão envolvidas, mas outras três, no mínimo, estão sendo identificadas e elas alegaram que vieram aqui para Patos fazer venda de pulseiras do terreiro do forró, mas na verdade essa é uma história de cobertura, porque sabemos que elas aproveitam a distração das vítimas cercando-as no meio da multidão e acabam subtraindo os pertences", contou o delegado.

O comandante do 3º BPM, Tenente Coronel Elder, destaca o trabalho dos policiais da ROTAM. "Vamos destacar que a Rotam do 3º batalhão prende quadrilha especializada em furto de celulares, onde as duas mulheres utilizavam pulseiras falsas do evento, usavam roupa escura, o mesmo padrão de abordagem sobre as vítimas, aproveitando a aglomeração de pessoas, e vindas de outro estado", destaca o comandante Elder.

A maioria dos celulares furtados pelas acusadas Hellen Cristina Carvalho Pereira da Silva e Nayara Yohana Maciel da Silva, foi devolvida às vítimas. A DRF informou que na primeira noite do São João de Patos, a Delegacia Móvel instalada no Terreiro do Forró, registrou 47 ocorrências de furto de celulares.

Patos Verdade

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA