Prefeito Dinaldinho consegue dialogar com servidores e discute o fim da greve em Patos



Após uma longa reunião que durou cerca 5 horas, entre o prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, e uma comissão de representares de servidores grevistas, vinculados ao Sinfemp (Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região), que começou a partir das 17h desta quarta-feira, (02), que aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura Municipal de Patos, as partes discutiram a situação e ficou acordado a avaliação das condições do poder executivo e as reivindicações do sindicato.

Na ocasião, o chefe de gabinete, Múcio Sátiro Filho; o procurador geral do município, Kaio Alves Coelho; o secretário de administração, Manoel Noia Jácome Filho; o assessor jurídico, Phillipe Palmeira; o coordenador de comunicação, Misael Nóbrega; a presidente do Sinfemp, Maria do Carmo Nunes Soares; e o vice-presidente, José Gonçalves da Silva Filho; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), Damião Guimarães, servidores públicos e profissionais de imprensa estiveram presentes para a discussão da pauta de reivindicações.
Importante destacar que o prefeito Dinaldinho pediu, como condição para a realização da reunião, que o conteúdo fosse gravado em áudio ou vídeo, mas os representantes do sindicato impuseram como condição que o conteúdo da reunião não deveria ser gravado em vídeo e áudio. Para que não houvesse prejuízo da reunião, as partes acordaram que o resultado da discussão seria registrado em ata. Essa foi a terceira reunião entre o gestor municipal e representantes do Sinfemp. A primeira reunião foi datada do dia 20 de março do corrente ano.
As  partes assinaram uma ata em que consta um compromisso bilateral entre o poder executivo municipal e o sindicato, onde o sindicato se comprometeu a levar as propostas para assembleia.

Em nota, divulgada em redes sociais, o vice-presidente do sindicato, José Gonçalves, afirmou que alguns pontos devem ser expostos, discutidos e encaminhados para aprovação, em uma uma reunião com o comando de greve que ficou marcada para esta quinta-feira, (03), às 08h, em frente a sede do SINFEMP, quando a proposta do prefeito será exposta aos servidores presentes. Uma assembleia geral deve acontecer, segundo informações da direção do sindicato, na próxima segunda-feira, (07), por questões regimentais e jurídicas, pois se faz necessária convocação nos moldes exigidos por lei.

O prefeito Dinaldinho reforçou, na reunião, a impossibilidade de cumprir com o aumento dos 20% no reajuste dos salários de algumas categorias, que vem sendo pleiteada pelos grevistas, mas se comprometeu em fazer a devolução dos salários dos servidores, em até 24 horas, desde que aconteça posteriormente a reposição dos dias parados e convocada, em 72 horas, outra assembleia deliberando o final da greve e retorno das atividades.

O prefeito se comprometeu, ainda, em atender as progressões horizontais e verticais, bem como implantação de insalubridade e outras reivindicações,  e destacou que a gestão sempre estará aberta ao diálogo para fazer o que for possível para o bem estar do servidor público e da população em geral, sempre pensando no coletivo.

Sertao Total 

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA