17 deputados aproveitaram a janela partidária para trocar de legenda



Aproveitando a abertura da Janela Partidária, 17 deputados estaduais trocaram de partidos na Paraíba para disputar as eleições de outubro ou para a reeleição ou para outros cargo.  A janela foi "fechada" no sábado (07|).
O Podemos foi o que mais obteve filiações de deputados. São eles: Lindolfo Pires (ex-PROS), Branco Mendes ( ex-PEN), Edmilson Soares (ex-PEN), João Gonçalves (ex-PDT), Arthur Cunha Lima Filho (ex-PRTB), e Trócolli Júnior (ex-PROS).
O PSB, que tem a maior bancada de deputados na Casa ficou com o mesmo número, ou seja, com oito deputados, já que saiu Zé Paulo de Santa Rita que foi para o PT e recebeu Antônio Mineral advindo do PSDB. O PPS ganhou um representante no Legislativo estadual, o deputado Bosco Carneiro, ex-PSL.
O Partido do MDB foi quem mais perdeu filiados na Casa, além dos deputados federais, os estaduais Ricardo Marcelo e o deputado Nabor Wanderley que se filiou ao PRB. A bancada agora só conta com o deputado Raniery Paulino.
A surpresa nesse troca-troca de legenda ficou por conta do deputado Bruno Cunha Lima, que deixou o ninho tucano e foi presidir o Solidariedade, deixado pelo deputado federal, Benjamin Maranhão, que resolver voltar para o MDB, legenda presidida pelo tio, senador José Maranhão, pré-candidato ao governo da Paraíba.
Na bancada federal, a novidade foi o deputado Veneziano Vital do Rêgo, que trocou o MDB pelo PSB. 
Redação PB Agora

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA