Polícia prende bando acusado de ataques a bancos no agreste da Paraíba

 
Em mais um enfrentamento às quadrilhas de ataques a bancos, a Polícia Militar da Paraíba prendeu os dez suspeitos envolvidos na explosão dos Correios de Boa Vista, que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (8), no Agreste do Estado. Os criminosos foram presos no início da manhã, durante confronto com policiais do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC), na zona rural de Campina Grande.


Eles estavam nos dois carros usados na ação, quando foram abordados pela PM. Houve confronto e todos os integrantes foram presos, sendo que quatro deles saíram feridos e foram socorridos para o Trauma. Os criminosos, que estão tendo as identidades confirmadas, fazem parte de uma quadrilha interestadual de ataques a bancos, sendo quatro deles do Rio Grande do Norte, um de Pernambuco e outros cinco de Campina Grande.
http://redemaisnoticias.com/wp-content/uploads/2018/03/28908147_1383922395087077_1304775744_n-300x169.jpgArsenal apreendido – A PM apreendeu o arsenal usado pela quadrilha, sendo nove armas de fogo, bem como coletes, explosivos e outros materiais do bando.
Os presos serão apresentados às 10h30 na sede da Polícia Federal, em Campina Grande, onde a PM dará mais detalhes sobre a prisão.
EM/5

Inicialmente a PM havia antecipado que cinco suspeitos eram de Campina Grande, na Paraíba, quatro do Rio Grande do Norte e um de Pernambuco. Após verificar a documentação dos presos, verificou-se que são quatro de Campina, quatro de Pernambuco e dois do Rio Grande do Norte.
Os nomes das pessoas presas são os seguintes:
  Sem ferimentos:
  • Felipe Beny da Silva de Souto (CG) 23 anos;
  • Enderson Sousa Gomes (CG) 22 anos;
  • Wamberkson Costa Macedo (CG) 29 anos (está sem documento);
  • Stênio Silva de Castro (PE) 36 anos;
  • Josenildo Augusto da Silva (RN) 48 anos;
  • Adriano Pereira da Silva (PE) 37 anos;
  Feridos:
  • José Adriano Silva Sabino (CG) 38 anos;
  • José Maria Florêncio da Anunciaçâo (PE) 43 anos;
  • Cícero Bruno da Silva (PE) 37 anos (possui três mandados de prisão em aberto por roubo e porte ilegal de arma);
  • Francisco Charlisson Alves da Silva (RN) (foragido do presídio de Alcacuz e tem mandado de prisão por tráfico);Os presos são suspeitos da explosão aos Correios da cidade de Boa Vista, Agreste paraibano, na madrugada desta quinta-feira (8). Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos também danificaram um terminal de atendimento de um banco da cidade. Os suspeitos chegaram em dois carros e teriam usado uma alavanca para danificar o terminal. Após a ação, eles fugiram pela PB-412 (rodovia que liga as cidades Boa Vista, São João do Cariri, Serra Branca, Sumé e Monteiro).

    Com G1PB

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA