HIT que faz apologia ao estupro é excluído do Spotify após protesto de uma jovem Santaluziense



"Só surubinha de leve", de MC Diguinho, foi excluída das paradas do Spotify após ser acusada de fazer apologia do estupro. A exclusão foi feita no final da tarde desta quarta-feira (17).

O funk estava em primeiro na "Brazil Viral 50", com as músicas com maior crescimento de audições, e em 27º no top 50 Brazil, o principal ranking brasileiro. Ela também será retirada do Spotify, segundo a plataforma de streaming.

O funkeiro vem sendo alvo de críticas em redes sociais. Por cantar versos como "Taca bebida, depois taca pica e abandona na rua", ele é acusado de fazer apologia do estupro. O clipe vai ser lançado às 21h desta quarta.

Protesto de paraibana

Um protesto postado nas redes sociais pela jovem de Santa Luzia PB, Yasmin Formiga, estudante de Artes Visuais, contra o funk “Só surubinha de leve”, viralizou nas redes sociais esta semana. A publicação, feita na segunda-feira (15), já atingiu mais de 30 mil curtidas e mais de 123 mil compartilhamentos.

A foto publicada nas redes sociais mostra o trecho “taca a bebida, depois taca a pica e abandona na rua” e o rosto da jovem pintado para simular uma agressão

Segundo a estudante, de 20 anos, a música faz apologia ao estupro. "Sua música ajuda para que as raízes da cultura do estupro se estendam. Sua música aumenta a misoginia. Sua música aumenta os dados de feminicídio. Sua música machuca um ser humano. Sua música gera um trauma. Sua música gera a próxima desculpa. Sua música tira mais uma. Sua música é baixa ao ponto de me tornar um objeto despejado na rua", disse, em protesto nas redes Yasmin Formiga.

Comunicado do Spotify


"Contatamos a distribuidora da música "Só Surubinha de Leve" a respeito do ocorrido e, fomos informados que a faixa será retirada da plataforma nas próximas horas, uma vez que o tema foi trazido à nossa atenção. A música está atualmente no Top Viral pois teve um pico de consumo nos últimos dias", explicou o Spotify por meio de comunicado.


"O catálogo do Spotify é abastecido por centenas de milhares de gravadoras, artistas e distribuidoras em todo o mundo. Eles são devidamente avisados sobre nossas diretrizes e são responsáveis pelo conteúdo que entregam".

O principal vídeo da música no YouTube tem 14 milhões de visualizações e foi lançado em dezembro. Nesta semana, "Só surubinha de leve" foi parar no primeiro lugar na lista "Brazil Viral 50", do Spotify, que leva em conta as músicas com mais crescimento de audições.

G1PB

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA