Vigilância em saúde visita Santa Luzia e alerta população sobre o Calazar



Representantes da Vigilância em Saúde da 6 Região de Patos juntamente com a Vigilância epidemiológica do município estiveram na manhã desta terça feira (7) no bairro São Sebastião conversando e orientando as famílias daquela região, há dois anos a cidade de Santa Luzia foi diagnosticada com a leishmaniose viceral conhecida por calazar que vitimou uma criança de cinco anos de idade. Este mês outra criança de um ano e quatro meses, foi diagnosticada com mesma doença

Durante a visita, os agentes encontraram lixo em algumas residências, acúmulo de material reciclável e alguns cães aparentemente doentes, segundo a vigilância epidemiológica foram feitos mais 20 testes nos cães que estavam nas residências, os resultados reagentes serão enviados para o laboratório do LACEN na capital com o objetivo de identificar a doença e consequentemente sacrificar os animais.
A prefeitura através da vigilância em saúde fará uma ação de limpeza urbana integrada em parte do bairro e contará com a participação ativa de cada morador, a fim de tentar erradicar o mosquito, segundo a veterinária do município as ações o combate ao mosquito palha está sendo feita desde Janeiro deste ano, e que dos 119 testes 14 deles deu reagente e um outro estudo em toda cidade está sendo feito por uma Universidade da Paraíba através de um estudo de pesquisa.

A vigilância orienta que os moradores cuidem bem do seu lixo, colocando em local adequado e totalmente tampado e de fácil acesso para coleta, observar os sintomas da doença nos cães que são : aumento no baço, sangramento, unhas crescidas, perda de peso e falta de apetite.

Nesses casos, o proprietário do cão deve solicitar a visita dos agentes de endemias e o veterinário na residência, podendo entrar em contato de segunda a quinta na sede secretaria de saúde do município.

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA