Patos registra mais um caso de violência, dessa vez uma das vítimas foi socorrida


Mais um caso de violência contra a mulher seguido de suicídio foi registrado em Patos. 

O fato aconteceu em uma estrada vicinal que dá acesso a estrada de São José de Espinharas, nesta manhã de sexta-feira, 27. A vítima, Camila Bezerra de Brito foi alvejada com um disparo de arma de fogo no pescoço e em seguida, o seu ex-companheiro, Fabrício Macena dos Santos Silva, cometeu suicídio.

A Polícia Militar está no local e já acionou o SAMU para socorrer a mulher que, segundo informações, está com vida, consciente e orientada. Ela será levada para o Hospital Regional de Patos. Há registro de medida protetiva realizado pela vítima no último dia 09 de outubro, onde Fabrício deveria respeitar os 200 metros de distância da ex-mulher.  
O Sargento Edinaldo do 3° BPM contou que sua guarnição realizou o atendimento à vítima na última quarta-feira, por volta das 07 da manhã, uma vez que Fabrício tinha quebrado a medida protetiva e estava indo ao local de trabalho de Camila.

Ele explicou que teve acesso a foto de Fabrício e em seguida iniciou diligências para localiza-lo, pois, o mesmo não estava mais no local.

"De posse da foto de Fabrício e da medida protetiva, a gente começou a fazer diligência no perímetro do local e orientou a mesma que se ele voltasse a incomoda-la, ligasse novamente para o 190 que imediatamente a gente retornava ao local e fazia o procedimento da questão da desobediência da medida protetiva”, contou o militar.

A vítima relatou ao militar que o acusado tinha dito que iria fazê-la perder o emprego.
 O casal tem dois filhos. 

Na noite da útima terça-feira, 24, a cidade de Patos foi surpreendida com um homicídio seguido de suicídio, onde o policial civil Luciano Bonapart matou com dois tiros a ex-mulher e em seguida se matou com um tiro na cabeça.
Patos verdade 

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA