Delegado afirma que fim do relacionamento foi o pivô para tragédia do



O delegado seccional George Wellington passou a manhã desta quarta-feira (25/10), concedendo entrevistas a imprensa local e regional, dando as primeiras informações sobre as investigações a respeito da tragédia envolvendo o policial civil, Luciano Bonapart e sua ex esposa Cleanny Santos.   
Luciano matou a Cleanny a tiros e depois cometeu suicídio em frente o filho do casal. Esse fato foi registrado na noite de terça-feira (24/10), na Rua Atilano Moura, Jardim Redenção, próximo da Escola Rosa Mística.

O delegado confirmou que existia um problemas de relacionamento entre o casal, e que informações apontam que a separação ocorrida há 4 meses, associada a problemas com a guardo da criança, pode ter sido o pivô da tragédia.

O delegado confirmou que o policial já tinha perpetrado algumas ameaças contra Cleanny, que evoluíram para o trágico fato.

Velórios:

 O velório do policial civil Luciano Bonapart vai acontecer no Memorial Jardim da Paz, em Patos, e o sepultamento foi no mesmo cemitério, às 17:30 horas de hoje; e o velório da vendedora Cleanny Santos, conhecida por Keke, aconteceu na residência da família na Rua Felipe Nery Cabral, ao lado da nova sede da Câmara Municipal de São Mamede, e o sepultamento foi no fim da tarde desta quarta feira.

PATOS online

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA