Lista do procurador Janot inclui Lula, Dilma e mais cinco



Lula, Dilma, pelo menos cinco ministros do governo Temer e outros nomes de peso estão presentes na nova lista enviada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (14).

Entre alvos da operação Lava Jato com direito a foro privilegiado estão presentes os ministros Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil; Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência; Gilberto Kassab (PSD), das Comunicações; Bruno Araújo (PSDB), das Cidades; e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), das Relações Exteriores.

O pacote também inclui os presidentes do Senado e da Câmara, Eunício Oliveira (PMDB) e Rodrigo Maia (DEM), respectivamente; os senadores Romero Jucá (PMDB), Aécio Neves (PSDB) e José Serra (PSDB).

Também constam dos ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, que não têm direito à prerrogativa de foro e cujos casos devem ser remetidos à primeira instância.

Os nomes são citados nas 320 peças encaminhadas por Janot ao STF. Desses, 83 são pedidos de abertura de inquérito, 211 declínios de competência, sete arquivamentos e 19 outras providências.

A nova lista é baseada na delação de 77 executivos da Odebrecht. O relator da operação Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, deve decidir nos próximos dias se instaura ou não as investigações.

O ministro Bruno Araújo emitiu nota oficial. Confira abaixo:

De acordo com a legislação eleitoral, solicitei doações para diversas empresas, inclusive a Odebrecht, como já foi anteriormente noticiado. O sistema democrático vigente estabelecia a participação de instituições privadas por meio de doações. Mantive uma relação institucional com todas essas empresas

Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Wats app
  • More...

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta

Scroll to top