Ricardo de prepará para encontro com o presidente Temer. Leia o que Ricardo pretende priorizar para a Paraiba



Ricardo Coutinho dá o tom da reunião com Temer e diz que encontro só para bater foto não serve

Redação Tambaú 247 - O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), falou à rádio RPN, ontem (14), sobre o tom da reunião com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), que acontece amanhã (16). Ele falou em conspiração, crise na Paraíba e dever de casa cumprido no Estado.

O que o governador quer com o presidente?

"Eu quero discutir o Hospital de Oncologia de Patos, os equipamentos do Hospital Metropolitano de Santa Rita, o direito do Estado a ter o financiamento que já foi assinado de R$ 112 milhões, eu quero discutir o direito do Estado de ter financiamento do Banco Mundial de US$ 50 milhões e o Estado colocando mais US$ 30 milhões para a terceira etapa do Cooperar, que é programa de erradicação e combate à pobreza rural. E eu quero discutir esse tipo de coisa: coisas técnicas", disse o governador.

Paraíba sofre por ter feito dever de casa

"Eu quero olhar para o presidente e dizer que a Paraíba faz o dever de casa, que a Paraíba está no meio da crise mais profunda que já passou, que é um Estado que consegue continuar pagando seus compromissos e é um Estado que sofre por ter feito o seu dever de casa."

Conspiração contra a Paraíba

"Essa conversa é fundamental porque, durante esses meses, se buscou criar obstáculos para a Paraíba. Se conspirou contra os interesses do povo da Paraíba. E isso é uma verdade e todo mundo sabe. Todo mundo presenciou a tentativa de agressão ou as agressões contra o Governo do Estado. E eu quero dizer que eu, na minha condição institucional de governante, eu tenho que respeitar e tenho que, naturalmente, cobrar respeito."

Unidade política e institucional na Paraíba

Ricardo Coutinho também fez menção ao relacionamento com outros políticos paraibanos. "Eu não sou de cultivar hipocrisia. Evidentemente que eu gostaria de ter uma grande unidade na Paraíba. Sempre propus isso."

Bater foto na reunião não é suficiente

O governador da Paraíba acrescentou, alfinetando opositores, que a reunião com Temer não servirá apenas para tirar foto. "Agora eu fico tão triste quando vejo o orçamento geral da União e não vejo uma emenda para o Estado. Ora, você para construir as coisas tem que demonstrar na prática, e não, simplesmente achar que vai bater uma foto, numa determinada reunião e achar que essa foto vai servir, por si só, para alguma coisa."

Por Lucas Isídio

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA