Prefeitura de Santa Luzia reduz 80% dos servidores temporários



O município de Santa Luzia vem na contramão da maioria das cidades paraibanas e tem priorizado a contratação de servidores apenas pela via do concurso público. Prova disso é que a gestão do prefeito Ademir Morais (PSDB) conseguiu reduzir mais de 80% do total de servidores temporários, que são aqueles contratados “por excepcional interesse público” e prestadores de serviços (pessoas físicas), em menos de um ano.

De acordo com dados disponibilizados pelo Sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), a Prefeitura Municipal de Santa Luzia contava com 210 servidores temporários em novembro de 2015. Em maio deste ano, a gestão apresentava apenas 36 funcionários contratados neste tipo de modalidade. Os dados equivalem a uma redução de 83% em apenas seis meses.

Segundo Ademir Morais, a redução ocorreu devido a realização de concurso público para contratação de servidores efetivos em várias áreas da edilidade. “Seguindo a orientação do próprio Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público, a Prefeitura promoveu concurso público oferecendo diversos cargos, proporcionando o acesso ao funcionalismo público municipal pela porta da frente”, destacou o prefeito.

E Ademir complementou: “A nossa meta é encerrar a gestão, em dezembro com praticamente sem nenhum servidor temporário na gestão. Os únicos contratos firmados serão para os médicos, um caso excepcional, onde o próprio Tribunal de Contas rec

onhece que a categoria dificilmente preenche as vagas ofertadas nos concursos públicos promovidos pelos pequenos municípios”.

AUMENTO DE SERVIDORES EM MAIO

Ademir Morais ainda explicou um pequeno aumento no volume de contratações de temporários identificado no último levantamento do TCE-PB. Os dados divulgados pelo Tribunal ao Ministério Público Eleitoral e à consulta popular, demonstram e equiparam os números referentes aos meses de abril e maio deste ano.

Segundo o prefeito, o município de Santa Luzia possuía 31 servidores temporários em abril deste ano e contratou mais cinco pessoas de um mês para o outro. “Foi divulgado que houve um aumento de 13% no volume de contratações em Santa Luzia, mas na verdade, já tínhamos reduzido mais de 80% dos contratados. Esse pequeno número ainda de contratos são dos médicos, odontólogos e motoristas, porque as vagas destinadas para estes cargos não foram preenchidas no último concurso, além de uma merendeira e professor substituto, ambos contratados em virtude de férias dos titulares das vagas”, explicou.
Wscom

1 comentários:

  1. avatar william anderson says:

    falta chamar os porteiros da saúde Dr Ademir porque um é meu filho que está precisando muito está fazendo uma faculdade com agua pela boca por favor chame eu sei que o senhor quer o bem de todos jovens que é pobre e estuda

    COMENTÁRIOS AGORA