Advogado da prefeita afirma que houve precipitação por parte do MPF de Patos



Aylan da Costa Pereira, advogado da Prefeitura Municipal de Patos, se pronunciou à imprensa local, por meio de ligação telefônica, nesta quinta-feira (21), para informar que o Ministério Público Federal se precipitou na aquisição de provas necessárias que possam comprovar alguma ligação ilícita da empresa Área Badalada com a Prefeitura de Patos, na realização do São João da cidade.


Ele garantiu que os áudios das interceptações telefônicas e a documentação da investigação está de posse da assessoria jurídica do município, que fará uma avaliação minuciosa para ter mais detalhes sobre o direcionamento da mesma.
Sobre a relação da prefeitura com a empresa Área Badalada que realiza o São João de Patos, o advogado colocou:

“É impossível que numa parceria público privada como acontece no São João de Patos, que o município não tenha uma contrapartida apenas na organização do evento. Portanto, é impossível não haver essa correlação, ainda mais quando se busca a cada ano realizar um evento melhor que o outro. Portanto, acredito que o ministério público tenha se precipitado em tornar público esse ponto da investigação e a suspeita de enriquecimento ilícito. Em momento oportuno será aberta a defesa aos acusados e esses ajudarão na investigação, bem como comprovarão que não existe qualquer atividade ilegal na realização do evento”, garantiu Aylan da Costa.

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA