Presidente do TJPB cassa liminares e volta a proibir comércio em Areia Vermelha



Impasse sobre normas de conduta a serem aplicadas na área acontece há alguns dias.

Um despacho publicado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba voltou a suspender, nesta quinta-feira (28), o comércio de alimentos e bebidas no Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha, em Cabedelo, na Grande João Pessoa. A decisão foi publicada no Diário Oficial do órgão.

O impasse sobre normas de conduta a serem aplicadas na área acontece há alguns dias. As restrições de comércio e visitação no Parque foram determinadas pelo governo do Estado, mas duas liminares judiciais derrubaram portarias emitidas pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e liberaram o comércio em Areia Vermelha.

Irritado com as liminares judiciais, o governador Ricardo Coutinho usou as redes sociais para pedir civilidade e consciência ambiental. Estudos apontam que há intensa degradação da Ilha de Areia Vermelha e o governo estadual reivindica o exercício do dever de proteger e restaurar o Meio Ambiente, previsto na Constituição Federal.

“Imaginem decisão para permitir comércio de bebidas, alimentos, mesas, bares, na Mata do Buraquinho???? Civilidade e respeito ambiental, JÁ!. O Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha é uma necessidade amparada no respeito ambiental e na civilidade. Bom até para os que não gostam”, postou Ricardo.

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA